Pular para o conteúdo principal

Bovinocultura de leite é um dos temas da Dinapec 2017

Exibindo Dinapec_por_Marciana_Retore.jpg


Cerca de 400 produtores rurais de Mato Grosso do Sul visitaram o estande da Embrapa Agropecuária Oeste e Agraer, na Dinapec 2017, durante os dias 8 e 10 de março, em Campo Grande. Os produtores puderam conhecer soluções tecnológicas em bovinocultura de leite, adequadas a realidade de Mato Grosso do Sul.

Inúmeras caravanas de produtores oriundos de diversas cidades, entre elas: Rio Brilhante, Nova Alvorada do Sul, Corguinho, Rochedo, Dois Irmãos do Buriti, Ribas do Rio Pardo, entre outras estiveram na Dinapec. Os participantes conheceram práticas de manejo que podem ser adotadas para o fortalecimento da pecuária leiteira estadual. Outro tema que foi apresentado é relacionado a adequação às novas exigências legislativas e de mercado.

O pesquisador da Embrapa Agropecuária Oeste, Claudio Lazzarotto, esteve participando das atividades do evento e conta que além dos agricultores de diversas cidades do MS, também participaram alguns produtores da Bolívia e do Paraguai. “Recebemos produtores interessados na bovinocultura de leite e que demonstraram satisfação com o que viram e aprenderam em nosso estande. Isso só possível devido aos parceiros dessa atividade”, disse ele.

Giros tecnológicos foram realizados, em que foram demonstradas as alternativas de cultivo, manejo, produção e oferta de forragens para o gado leiteiro, adaptáveis a todas as condições de tamanho e raça do rebanho, tipo de solo, capacidade de investimento e localização da propriedade, além de estratégias simples de manejo e condução dos animais para incrementar a produção e a qualidade do leite.

Além dos giros tecnológicos também foram realizadas oficinas, com o objetivo de apresentar alternativas relacionadas ao manejo alimentar de qualidade para os bovinos, além de incentivar a adoção dos sistemas integrados de produção e proporcionar a sensibilização dos produtores sobre a necessidade de profissionalização, uso de novas tecnologias, entre outros.

As oficinas oferecidas para os participantes do evento, foram: “Alternativas, reforma ou renovação de pastagens”; “Como alimentar adequadamente o rebanho, inclusive na seca”; “Pastejo rotacionado”; “Muitos serão excluídos da produção de leite. E você?”, “Brucelose e a tuberculose, controle e transmissão”; “Cuidados na produção de derivados do leite e sobre o SISBI”, “Reflexos do Rebanho na produção e qualidade do leite” e “Vacinação dos animais com ênfase em febre aftosa”.

A Dinapec 2017 é uma realização da Embrapa Gado de Corte e tem a participação das Unidades da Embrapa - Pecuária Sudeste, Caprinos e Ovinos, Gado de Leite, Agropecuária Oeste e Pantanal, além de instituições como a Associação para o Fomento à Pesquisa de Melhoramento de Forrageiras (Unipasto), as Fundações MS e Chapadão, a Agência Estadual de Defesa Sanitária e Vegetal (Iagro/MS) e a Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural de MS (Agraer).

Christiane Congro Comas (Mtb-SC 00825/9 JP)

Embrapa Agropecuária Oeste

agropecuaria-oeste.imprensa@embrapa.br

Telefone: (67) 3416-6884

Postagens mais visitadas deste blog

Como é formado os solos

O solo é a fina camada de material que cobre a superfície da Terra e é formado a partir da desagregação das rochas.Ela é composta principalmente de partículas minerais, materiais orgânicos, água, ar e organismos vivos de todas as que interagem lentamente ainda constantemente. A maioria das plantas obtem os seus nutrientes do solo elas são a principal fonte de alimento para os seres humanos, animais e pássaros.Portanto, a maioria dos seres vivos na terra dependem do solo para a sua existência. O solo é um recurso valioso que precisa ser cuidadosamente gerido, uma vez que é facilmente degradado.Se entendermos o  solo e controlá-lo corretamente, vamos evitar a destruição de um dos blocos de construção essenciais de nosso meio ambiente e nossa segurança alimentar. Perfil do solo, mostrando as diferentes camadas ou horizontes. O perfil de soloComo solos desenvolveram ao longo do tempo, as camadas (ou horizontes) formam um perfil do solo. A maioria dos perfis de solo é composto por - solo e subs…

Conheça os 5 melhores aplicativos para uso na área Agronômica 2018

1º PlantNet: Um excelente App para identificação de plantas daninhas. https://play.google.com/store/apps
Pl@ntNet é uma aplicação de colecta, anotaçâo e pesquisa de imagens para auxiliar a identificar plantas.Ela integra um sistema de ajuda para a identificação automática de plantas a partir de fotos comparadas com as imagens de um banco de dados botânicos. Os resultados permitem encontrar o nome botânico de uma planta, se esta for suficientemente ilustrada na base de referência. Tanto o número de espécies processadas como o número de imagens utilizadas evoluem com as contribuições neste projeto.A aplicação não permite a identificação de plantas ornamentais ou de horticultura. Funciona ainda melhor se as imagens submetidas focalizarem um órgão ou uma parte bem determinada da planta. As fotos de folhas de árvores sobre um fundo uniforme fornecem os resultados mais relevantes. 2° Pasto Certo O Pasto Certo é um aplicativo para dispositivos móveis que permite o acesso, de forma rápida e integr…

5 Melhores Apps para uso na área Florestal

1- C7 Relação H/D 

O Aplicativo C7 Relação H/D – Relação Hipsométrica - opera com os dados de altura e diametro obtidos e registrados no aplicativo de levantamentos de dados I, e procede o ajuste a modelos de regressão  com cálculos de coeficientes da regressão e outros como coeficiente de determinação (R2), erro padrão da estimativa (Sxy).  Estão pré-definidos 12 modelos que comumente são utilizados em tais levantamentos.
      A partir da seleção de um modelo ajustado e com a inserção de dados de DAP, o programa calcula a estimativa de alturas de árvores localizadas na área amostral onde foi estabelecida a relação hipsométrica. https://play.google.com/store/apps/details?id=crcampeiro.florestal&feature=search_result
2-Aplicativo C7 LDFP

O Aplicativo C7 LDFP - Levantamentos de Dados I – Florestas Plantadas  possibilita:
a) Cadastro de Espécies Florestais Exóticas(Plantadas) b) Cadastro de Projetos de Levantamentos Florestais aplicados a:     - Inventário de Florestas Plantadas     - Cálc…